terça-feira, 27 de julho de 2010

Vem ai o Estado Indígena Independente Raposa Serra do Sol. Falta pouco.


Com o Congresso em recesso, passou quase despercebida a noticia dada pela "Folha de São Paulo" que a ABIN anda se interessando pela movimentação daquela turma da Reserva Raposa Serra do Sol no sentido de criar ali um "Estado Indígena Independente". É tarde. Não é de hoje que o governo vem sendo avisado, principalmente pelos roraimenses. De modo surpreendente, pressionado por ONG's, pela opinião pública internacional e pelo próprio governo, até o STF se rendeu, condicionalmente, mas se rendeu e deu corda ao movimento. Expulsaram o brasileiros não-índios e entregaram o comando às ONG's.

Tem coisa no Brasil que só vendo pra acreditar. Uma delas, que vai na mesma linha das políticas racialistas que presumem o pagamento da "dívida histórica com os negros" com  cotas e território quilombolas criados a torto e a direito, é a tentativa de devolver aos índios as suas terras na medida em que eram possuidores. O exemplo mais recente é a execução de um programa que visa identiicar as terras indígenas (certamente para que sejam devolvidas) no Ceará. Caramba! Se isso progredir já vejo o Beach Park servindo de tobogã de curumim.

O resultado desse tipo de alucinação é que em Roraima, quase 50% do território é terra indígena onde só entra quem os índios permitem após consulta à ONG estrangeira que na verdade é quem manda no pedaço.  Há muito tempo, como, aliás, já denunciou o General Heleno, a soberania brasileira foi relativizada. A adesão irresponsavel do Brasil à Declaração dos Direitos dos Povos Indígenas em 2007, na ONU, praticamente reconhece a possibilidade de divisão.

Nós que sempre assistimos de longe as guerras separatistas que, aliás, estão a pipocar mundo afora, podemos ter a nossa ensejada por decisões que deveriam estar categorizadas como crimes lesa-pátria. Está faltando um grito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário