quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Quem tem medo da privatização do SAERB?

O sistema de abastecimento de água no Acre, assim como em outros estados sempre foi problemático. Desperdício, sucateamento, desvios e inadimplência foram a tônica em sucessivas gestões que jamais conseguiram equacionar devidamente a questão e resolvê-la a partir do Estado. Isto sem contar com as famosas compras, vendas e transporte de insumos que enriqueceram gente muito viva e até gente que já morreu. Hoje em dia tem gente grandinha com a vida feita pelas estrepolias do avô esperto.

Quando em 1997 o sistema da capital foi municipalizado com a criação do SAERB tinha-se a esperança de que, desvinculando-se o abastecimento da capital do resto do estado se poderia dar eficiência ao sistema. Não deu certo. De lá para cá as administrações municipais, sem exceção, enfiaram dinheiro público nos canos do SAERB cuja crônica é o não-pagamento do uso e consumo, seja pelas famílias seja pelas empresas ou mesmo pelos órgãos do estado.

Além disso, em muito pouco tempo o SAERB foi tomado por interesses sindicais e político-eleitorais, às vezes misturados com interesses financeiros inconfessáveis. Influências deste tipo manobraram contra a eficiência. Na soma, uma constatação obvia. Não há saída por dentro do setor público.

O municipio planeja privatizar a gestão do sistema? Faz muito bem. Já vai tarde, se querem saber. A água vai ficar mais cara? Bobagem. A água que chega na torneira só chega porque a prefeitura está cobrindo o déficit com recursos (sempre públicos) de outras fontes que bem poderiam estar sendo gastos em outros benefícios para a comunidade. O máximo que pode acontecer é que quem não paga vai pagar, vereador vai deixar de indicar e pressionar dirigente, empresas privadas que vendem água vão vender menos e o sistema sendo bem gerido pode financiar a própria expansão alcançando mais famílias com água de boa qualidade.

É claro que uma proposta deste tipo encontrará adversários, né? Já pensou aquele pessoal dos carros pipa perdendo clientes? E aqueles vereadores perdendo a bocarra boquinha? E aquela turma do mercado de insumos e equipamentos? Quer apostar como estarão todos eles açulando os funcionários?

Não sei se é politicamente oportuna tendo em vista a sucessão, mas se efetivada, esta seria certamente uma ótima herança deixada pelo bom Angelim.

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Corrupção, doenças mentais e coca-cola...

De vez em quando dou uma olhada nos textos do Ezio Flávio Bazzo por quem tenho grande admiração. Recomendo a todos que façam o mesmo. De tão cáustico seu pensamento incomoda fortemente nossas certezas arrogantes. Abaixo um trecho do que está no link do  Ezio.

"Não é novidade para ninguém que no Brasil, desde que os simplórios e desvairados portugueses estiveram cagando ordens e semeando suas loucuras por aqui, até hoje, tanto o Estado-Infeliz como os Governos-Infelizes que vieram se sucedendo não deram a mínima, nem afetiva, nem intelectual e nem orçamentariamente à questão da saúde mental, resultando no que somos agora: um imenso e maquiado manicômio. E não preciso demonstrar, não é verdade?."

A Internacionalização da Amazônia

Um texto necessário para os que ainda tem dúvidas sobre os "bons interesses" de ONG's e ongueiros de fora e de dentro na Amazônia. Infelizmente, a troco de fama, fortuna e prestigio gente de cá se prostra e milita contra os interesses nacionais.

PPS, Marina Silva, dinossauros e fadas.

Leio em alguns jornais e blogs que o PPS do Roberto freire vai esverdear o partido e tentar atrair a Marina Silva que não tendo êxito em mandar no PV procura uma saida para sua própria candidatura a presidente em 2014. Essa eu quero ver.

De politica conheço nada, mas de PPS conheço um tantinho assim. A direção do ex-partidão, comandada desde sempre pelo Roberto Freire é assim, como diria... Ah! É uma permanente oficina de história tendo à frente uma velharada que responde sim aos comandos do Freire. Os velhinhos são medonhos, não é, Ciro Gomes?

Sabendo que a Marina não pretende entrar num partido que não chame de seu, du-vi-d-ó-dó que esse namoro prospere. Se uns gatos pingados lá do PV peitaram a madrinha da floresta imagine Roberto Freire, Rubem Bueno e Raul Jungman juntos. Eles jamais cederão o comando.

Outro detalhe é que o PPS, pelo menos no seu núcelo (São Paulo - Minas Gerais) faz algum tempo orbita em torno do PSDB. Largariam os ossos nestes e em outros estados para apostar no projeto verde despolitizante de Marina Silva? Aqueles comunistas jurássicos que adoram partido político adotariam a visão neo-qualquer coisa da Marina? Penso que não. A Marina aceitaria ser aliado compulsório dos tucanos? Never. Então, que raios de namoro é esse?

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Para "variar", as usinas eólicas são movidas a subsídios. Ô ventinho caro!

Turbinas abandonadas nos EUA.


Canoa Quebrada
Quem visita a região Nordeste está se acostumando a ver imagens de turbinas eólicas em tudo que é praia. As estradas estão repletas de carretas transportando esses monumentos. Nem a adorável Canoa Quebrada escapou. Embora sejam caras, barulhentas, tenham menos de 30% de eficiência energética e afastem tudo que é pássaro dos locais oonde são instaladas, dizem que esta é a salvação do Planeta. Os bonitinhos da Globo até propõem substituir a usina de Belo Monte por turbinas eólicas. Alguém já fez o cálculo da área necessária? Talvez seja maior que a área inundada pelo lago projetado.

Pois bem. Enquanto por aqui estamos brincando de catar vento caro e ineficiente, nos EUA já existem mais de 14.000 delas abandonadas. A causa é que elas somente são economicamente viáveis com altos subsídios, ou seja, são efetivamente deficitárias. Quando por algum motivo o governo deixa de entregar nosso dinheiro (subsídios) às empresas privadas, o vento deixa de mover as hélices e os monstrengos param de funcionar.  Resumo: o vento que move as turbinas tem nome - SUBSÍDIOS.

Corrupção nas Cidades, assim como no campo, nos esportes, no turismo...

Certa vez, não faz muito tempo, um amigo mineiro de Diamantina, daqueles bem matutos ("capiau" lá pra eles) me disse entre uma cachaça e outra: Corrupto e estrada ruim não acaba nunca. Foi do que me lembrei com a noticia de que andaram até gravando a turma do PP do Mário Negromonte em conversas cabeludas. O rombo provocado pela fraude vai às centenas de milhões. Mais um a caminho do cadafalso.

Com a presidente Dilma dando férias ao próprio avatar faxineira e engolindo a vagabundagem no ministério do trabalho em nome sabe-se lá do que, a turma parece que se sentiu mais à vontade para traquinar. Pelo jeito, se gritar pega ladrão não fica um. A herança do Lula é de lascar. Ô timezinho picareta. Onde já se viu um troço desses? Pra onde se vira é gente roubando, armando falcatruas, fraudando processos, desviando recursos, detonando a administração. E pensar que durante oito anos essa turma nadou de braçadas sob o lençol de popularidade do presidente Lula. Alguém tem idéia de quanto esses caras roubaram de nossos impostos que já vão na casa dos 40% do PIB?

Dona Dilma, dê um basta nisso. Põe essa turma pra correr. Pega na vassoura senão daqui a pouco alguém pode começar a querer chafurdar onde tu passastes achando que na era Lula não tem exceção, e ai...

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Novo Climategate. O consenso "científico" sobre o AGA é nojento.

De acordo com publicação de Donna laframboise (AQUI ), nada menos que 5.000 novos e-mails do Cimategate foram divulgados na última segunda-feira, dia 22 de novembro. Como diz a jornalista, não é nada lisonjeiro o que se vê por cima dos ombros dos cientistas carbofóbicos. 

AQUI voce pode ler centenas de comunicações entre cientistas tratando do clima. Algumas como esta:

"Você concorda que não há nenhuma evidência convincente para a geleira do kilimanjaro 
derreter devido ao aquecimento recente (e muito menos pelo aquecimento de origem humana?"

Fora com os fichas sujas!

No link abaixo matéria de O GLOBO, publicada pelo Noblat, informando que a Assembléia Legislativa Estadual do Rio de Janeiro aprovou projeto que impõe a ficha limpa para todos os ocupantes de cargos públicos em qualquer dos três poderes. Ai está uma medida que merece aplauso e reaplicação em todas as outras unidades da federação. É quase uma contingência da Lei Ficha limpa. Se não pode ser candidato a governador, não pode ser nomeado Secretário, por exemplo. Infelizmente muita gente está dando uma de migué e deixando a onda passar.

A Lei não garante a honestidade de ninguém que seja nomeado mas tira de circulação nos órgãos públicos figurinhas fáceis que fazem carreira e fortuna saqueando o estado. Alô, Moisés Diniz, está ai uma boa causa.

APENAS FICHA LIMPA EM CARGOS PÚBLICOS (NOS TRÊS PODERES)

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Anton Uriarte e a empulhação do aquecimento global



Quer saber a verdade sobre o Clima? Leia o livro (disponível AQUI) do cientista espanhol Anton Uriarte. De sobra, veja alguns vídeos a partir do que está acima. As informações retirei do site cético EcoTretas.

domingo, 20 de novembro de 2011

Sigilo bancário não diz nada. Há tempos os corruptos esqueceram a porta do banco.

Uma das maiores barrigadas quando se trata de uma investigação envolvendo gente graúda é a tal "quebra de sigilo bancário". Alguém acha que um sujeito que chega ao cargo de governador, de ministro e outros do mesmo nível, vai deixar rastro em sua conta bancária? Insistir nessa bobagem é querer passar certidão de honestidade ao corrupto investigado. Essa gente não deposita a grana ilícita na mesma conta em que recebe o salário, só se for muito abestado e abestados não chegam no topo.

Conheço gente de muito menor estatura que esconde a grana roubada em nome de filhos, irmãos, pais e parentes e mantém a própria conta no vermelho. Dá pena ver o extrato da conta daquele sujeito que de leso não tem nada. Contratos de gaveta, laranjas, fazendas e gado sub-declarado... tudo isso e muitas outras formas fazem parte do arsenal estratégigo desses ladrões. Por isso, o Agnelo Queiroz bate palmas para a quebra do seu sigilo bancário, por isso o Orlando Silva nem pestanejou em liberar ele mesmo o seu sigilo. Não leva a nada.

sábado, 19 de novembro de 2011

Peidei, mas não fui eu!

Lupi descendo de avião de que não se lembra, cujo proprietário nunca viu, em viagem que esqueceu.


quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Lupi sifu!

Parece que enfim o pé vai na bunda do minstro do trabalho. Mentir é feio. Se for em audiência na Câmara dos Deputados, é horrível. Se for para a presidente da república é suicídio. Foi o que se deu. Enredado em justificativas tortas, o lobo velho que de carregador de malas do Brizola virou ministro do trabalho em um governo que não se pode elogiar pela qualidade dos ministros está com os dias contados. A cada dia uma nova acusação, algumas com direito a imagens e audios. Uma vergonha.

Desconfio que agora a própria imprensa vai dar um tempo ao governo federal. Talvez se concentre no anjo do DF, afinal ministro roubando deve ser notícia, não pode ser banalizado, senão as proprias revistas e jornais perdem leitores. Quem se interessa por noticia rotineira? A dona Dilma deveria aproveitar de fazer logo aquela reformazinha, botando pra fora uns e outros que ela bem sabe andaram deixando rastros por ai e botando pra dentro gente nova, de preferência gente com nome e capacidade reconhecida. Estamos cheios de ministro de quinta categoria.

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Arquibaldo Antunes foi vítima de um estelionato moral.

Conheço o jornalista acreano Archibaldo Antunes há muitos anos. Estivemos juntos várias vezes enquanto partilhávamos o mesmo projeto que para nós era político, de transformação, de realização da capacidade produtiva do Acre mas que, aos poucos, foi se revelando uma fraude, um projeto pessoal de um ser desprezível, arrogante e manipulador, cujo único objetivo é o enriquecimento, já que para ele o dinheiro substitui com vantagens o conhecimento, a cultura, o saber, a reflexão criativa, acúmulos do qual é solenemente incapaz.

Arquibaldo Antunes é, todos sabem, um exímio redator. Sua pena talvez seja a mais hábil e interessante entre os jornalistas acreanos. Possui uma inteligência rara, nutrida pela leitura e observação crítica dos fatos. Talvez paradoxalmente é, também, um crédulo. Por muitos anos emprestou sua elaboração à perspectiva de um projeto que necessariamente tinha um líder e uma interlocução política com a sociedade e, para isso, não mediu esforços. Tomou partido, foi contra a corrente, se indispôs, quebrou pontes. Em alguns momentos renunciou à carreira, ao trabalho formal, aos colegas de profissão e dedicou-se de modo quase solitário a sustentar no verbo escrito, na assistência intelectual, na assessoria direta, um discurso e uma estratégia política. Foi enganado.

Arquibaldo foi vítima de um estelionato moral. O que é isso? Explico. A correspondência privada de afinidades e atitudes, a demonstração de afeição, admiração etc., pertencem ao campo da moral, fazem parte do que conhecemos como amizade e, em seu nome, favores, concessões e mesmo sacrifícios são pedidos e oferecidos. Quem não é capaz de se sacrificar por um verdadeiro amigo? Quem não é capaz de ser generoso quando se trata de ajudar ou socorrer um amigo? Pois é. Infelizmente há gente que ardilosamente identifica essa capacidade nas pesssoas para explorá-las em benefício próprio. De um Arquibaldo é capaz de arrancar a melhor idéia, a melhor elaboração, o melhor texto, tudo em nome de uma suposta amizade, já que a remuneração, quando há, é irrisória, afinal está-se tratando de "amigos". O crédulo nem nota a exploração de que é vítima até que ela se revela com toda crueza como estelionato -  a amizade oferecida é vazia como um cheque sem fundos.

Há neste contexto outro aspecto que precisa ser explicado. Os avarentos e exploradores da boa fé alheia precificam a amizade. É o seu caráter mais desumano e calhorda. O Arquibaldo foi precificado, não o seu trabalho, pois se de trabalho se tratasse este teria sido corretamente avaliado, negociado e pago desde o inicio. Ao dispensar ao jornalista o tratamento mesquinho e pulisânime o estelionatário fez um cálculo e concluiu que lhe dar as costas era financeiramente mais vantajoso. Outros Arquibaldos sempre há por ai, pensou o oportunista. Melhor ainda se puder desqualificá-lo, se puder diminuí-lo profissionalmente.

Não. Pode parecer, mas não sou um amigo em defesa do Arquibaldo. Não privo de sua companhia, nunca fui na sua casa, nunca saimos para beber juntos, não conheço seus filhos (nem sei se os tem). O Arquibaldo tem a minha admiração como intelectual e jornalista e tem a minha solidariedade.

O lobo ministro não sabe a diferença entre ladrar e ladroar.

O lobo instalado no minsitério do trabalho onde a maior ocupação é azeitar o fluxo de verbas para centrais sindicais e ONG's resolveu botar a cara a tapa. Deu uma de Zagalo "voces vão ter que me engolir".  Engraçado que o velho Zagalo também era Lobo (Mario Jorge Lobo Zagalo), so que neste caso, era lobo do bem.

Lupi pegou corda do deputado paraense Geovanni Queiroz  e , de sobra, enquadrou a presidente Dilma. "Não saio e ela não me demite porque me conhece e eu a conheço bem". Será? Ficou no ar uma ameaça.

Tudo bem que a dona Dilma, ex-brizolista, tenha antes de entrar no governo cruzado com o Lupi quando este carregava a mala do Brizola, mas será que conhece o que faz o Lupi no ministério? Se conhece bem como este afirma, significa que suas estrepolias não são novidades pois que elas existem parece claro.

Penso que a melhor coisa seria a dona Dilma dar logo um pé na bunda do falastrão. Ele vai ficar ladrando bobagem até ser arrastado por novos fatos, novas denúncias, ou pela abertura de inquérito da PGU como aconteceu com o Orlando Silva. O PDT de Reguffe, Cristovam Buarque e Pedro Taques não lhe faltará.

terça-feira, 8 de novembro de 2011

O lobo pronto para a degola. Depois vem o anjo. Depois vem o...

O quase ex-ministro Lupi decidiu seguir a orientação do Lula e disse que não se acovarda, que vai resistir, que tem o casco duro etc. etc. etc. Nada mais do que disseram os outros que caíram antes dele. Enquanto isso gente do seu proprio partido lhe dá as costas e pedem apuração. Tem um deputado do DF, Reguffe, campeão de votos nas últimas eleições pelo PDT, que não se permite defender corruptos. Fez carreira apenas com essa nota - combate à corrupção - e, certamente, não pretende jogar fora seu capital político. Vai baixar o pau no colega trabalhista. O mesmo se diz do Senador Pedro Taques. Enfim, o lobo não tem saída.

Em outra raia, aparece na corrida ao cadafalso, o governador Agnelo Queiroz, petista novo, ex-comunista do B, de quem muita gente é um pote até aqui de mágoa. Agnelo foi eleito porque em Brasília, pasmem, se ecolhe o menos ruim. Apesar de ter o maior nível educacional do país, a maior renda per capita, o melhor nivel de vida, o DF tem a pior política. Seus deputados não serviriam para serem vereadores em um município razoavelmente sério. Gente desqualificada se situa entre policiais corporativistas e evangélicos de meias largas. Vez por outra aparece um empresário corrupto e corruptor como diria um velho político acreano. Este é o perfil dos políticos do DF. Com base nisto, qualquer Agnelo (médico) parece bom.

Desconfio que essa história do Agnelo vai render.

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Se gritar pega ladrão...

Tem ministro com a corda no pescoço. O da semana é Carlos Lupi, do PDT. De novo é a imprensa a escarafunchar e publicar o rol de malandragens do ministério do qual o PDT se apoderou depois que morreu o Brizola. Lupi não era nada, não passava de um mequetrefe que Brizola encarregava de lidar com a burocracia partidária. Com a morte do caudilho, ele tomou conta do partido e entregou-o ao governo em troca do MTE onde gente como Paulinho da Força e outros da espécie fazem carreiras e fortuna.

A sua relação com as centrais sindicais e ONG's (sempre elas) é fedorenta. Todos já estavam cansados de saber que a qualquer momento aquele tumor estouraria. Não surpreende que a corda esteja apertando o pescoço do ministro. O que está pegando é a rotina de cabeças rolando, já que será o sexto em menos de um ano a cair por causa de corrupção. Será que não tem ninguém honesto na esplanada? PQP! Sinceramente, não quero me acostumar com isso. Do jeito que a coisa anda, logo logo queda de ministro ladrão deixará de ser notícia.

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Antes da tempestade...

Semana boba. O câncer de Lula, Dilma no exterior, a invasão dos maconheiros à reitoria da USP, o imbrólio do ENEM, a desistência forçada da Marta à prefeitura de São Paulo, Aldo Rebelo prometendo salvar o Ministério dos Esportes das ONG's, dia de finados, nenhum escândalo novo, nenhum Ministro pego traquinando. Só o ex-Ministro Agnelo Queiroz flagrado em conversas impróprias. Quem diria, o mestre dele é o soldado de policia que detonou o Orlando Silva.

Convenhamos, o mestre fez um bom trabalho já que o aluno ex-comunista virou governador do DF, o que não é pouca coisa. Talvez, se as investigações prosperarem, Agnelo tenha o mandato ameaçado e vá fazer companhia ao Arruda entre a cadeia e o Fórum. Motivos certamente não faltam, o que falta é pressão já que escorado no novo partido Agnelo tem costas mais largas a sustentá-lo. Aguardemos.

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Olha o frio ai, gente!

O frio de rachar que chegou ao Sul e Sudeste fora da hora programada, assim como nos EUA onde tem gente morrendo e milhões de pessoas não conseguem sequer chegar ao trabalho com tanta neve. Deve ser mais um daqueles sinais de que o "aquecimento global" não está para brincadeira.

AQUI tem uma noticia do Jornal do Brasil sobre a nevasca nos EUA. Não sei se vocês já perceberam, quando a noticia é de calor no deserto ou nas savanas africanas, sempre aparece a opinião de um "especialista"relacionando a desgraça com a gasolina que você põe no carro ou com o bife que você comprou no supermercado. A culpa é SUA seu carnívoro insensível! Seu gastador de combustível fóssil! Mas quando a noticia é de que o frio está rachando em lugar e intensidade não programados pelos computadores do IPCC, parece que é obra do acaso. Não é engraçado?

Fim de ano tá chegando e se as coisas continuarem neste ritmo, teremos um Natal com tanta neve que os veadinhos do Papai Noel vão fazer greve e ficar em casa vendo o blim blem pela TV. Aguardem.

Lugar do Lula é no Sírio Libanês. O resto é inveja de liso.

Tá rolando uma confusão danada nos blogs e redes sociais sobre a doença do Lula e o SUS. Alguns provocam, a título de questionar a eficiência do sistema de saúde, o presidente ser atendido no melhor e mais caro hospital brasileiro. Uma bobagem.

O presidente Lula é hoje um homem suficientemente endinheirado para pagar o próprio tratamento ou de quem quiser, nos melhores hospitais do mundo. Aliás, acho que qualquer hospital faria isso de graça, só pela imagem do Lula por lá. O fato de ter sido presidente e responsável pela qualidade da saúde ofertada ao brasileiro comum (ele chegou a dizer que estava próxima da perfeição) não o obriga. Sabemos todos que o Lula nunca foi dado a comedimentos. Falou besteira a rodo. Esta foi apenas mais uma entre tantas. Se ele fosse cobrado por todas elas não faria outra coisa além de se explicar. Compreendamos que o Lula é o Lula. Adquiriu junto ao povo brasileiro inimputabilidade plena por palavras e atos, portanto, não é porque disse que o SUS é maravilhoso que tem que ir pra lá e se arriscar a ficar mudo de vez, no mínimo.

Então, deixemos o "cara" se tratar, e torçamos para que fique restabelecido. Quem tiver dinheiro que vá para o Sírio Libanês ou Albert Einstein, quem não tiver que se lasque no SUS. Cest la vie.