sábado, 10 de julho de 2010

"Em Cuba, ser negro e ser criminoso é a mesma coisa na perspectiva do regime". Carlos Moore.


Aos que se interessam pela questão cubana, especialmente nestes dias de libertação de dissidentes feitos prisioneiros políticos, recomendo a leitura aqui da entrevista de ontem do intelectual cubano exilado Dr. Carlos Moore dada ao Afropress. Abaixo dois pequenos trechos.

"A meu ver, aquilo que explica tudo o que está acontecendo em Cuba no momento, é o fato de estarmos diante de um sistema de governo e de economia totalmente falidos. O sistema de governo e de economia em Cuba esta em uma crise terminal. E, conseqüentemente, pela primeira vez em cinqüenta anos de Revolução o descontentamento da população é algo geral, tocando praticamente todos os setores do país". 

"Esta nova oposição não quer violência, nem quer o retorno da velha sociedade injusta e segregacionista de outrora. Ela quer uma transição pacífica para um regime que respeite os direitos fundamentais da população; ela quer eleições, a implementação imparcial da justiça; a liberdade de associação; a liberdade para a criação de movimentos sociais autônomos e de partidos políticos diferentes; enfim, a existência de uma imprensa livre".


Boa leitura

Nenhum comentário:

Postar um comentário