sábado, 24 de julho de 2010

De um lado sobra mediocridade, de outro falta astúcia.

Relendo algumas coisas me deparei com um artigo de César Benjamin publicado pela Folha de S. Paulo em 13/12/08 sob o título "As astúcias da razão". Por oportuno, recomendo aqui e adianto um trecho.

"Não existe, pois, pensamento único. Existe pensamento hegemônico, aquele que se torna senso comum.
Mas, como diziam alguns clássicos, a razão é astuta, quer progredir: o destino de qualquer pensamento hegemônico é atrair a mediocridade, que adora o senso comum. O esforço intelectual mais vigoroso tende a migrar para o pólo contra-hegemônico.
Quando uma corrente ousa reivindicar a condição de pensamento único, é sinal de que sua hegemonia está chegando ao fim, pois está entregue a ignorantes".

Boa leitura.

Um comentário:

  1. Com certeza.Se houvesse pensamento único o macaco não poderia não ter descido da árvore.

    ResponderExcluir