domingo, 8 de novembro de 2009

A UNIBANdida deveria ser expulsa.


Parece saído de Kafka. Os pitbulls da moral alheia atacaram a garota da UNIBAN, levaram-na ao ridículo, transtornaram a sua vida e agora, no final das contas, a universidade expulsa a moça. Ela foi julgada e condenada pelo tribunal da UNIBAN. A acusação é de que a moça há tempos vinha provocando os colegas com andar rebolante e saias curtas.

A entrevista do assessor jurídico da universidade, um tal Décio Machado, é exemplo de sordidez e hipocrisia. À Folha ele disse “O foco não é o vestido. Tem menina que usa roupas até mais curtas. O foco é a postura, os gestos, o jeito de ela se portar. Ela tinha atitudes insinuantes.”

Para que serve a universidade? Para ensinar, claro. Para que vão lá os alunos? Para estudar, claro. Quem está fora do quadrado? A universidade que não ensina e o estudante que não estuda, claro. Isto era antes. Daqui pra frente a universidade também serve para vigiar o andar e as roupas das alunas, atribuindo-lhes uma escala de valor que pode, ao final, determinar a expulsão de qualquer que seja considerada imprópria aos olhos do bedel da universidade. O quadrado agora é outro.

Penso que os alunos e pais de alunos deveriam expulsar a UNIBAN. Isso mesmo. Defendo a expulsão da UNIBAN da vida universitária brasileira. A acusação é de que ao vigiar o andar e as roupas das alunas está incorrendo em crime de invasão de privacidade e, sendo assim, não está ensinando aos alunos a melhor atitude perante a sociedade.

Tirem seus filhos de lá.

Um comentário:

  1. Esse "assessor jurídico" deve ter sido um dos que "ficavam admirando" as atitudes da moça, pra saber tão bem o que ela fazia. Ora, Valter, todas as moças são insinuantes, mulheres são treinadas para isso, pelas universidades Globo, SBT, Record e outras instituições de mídia. Que mal há nisso? O que não pode é uma instituição de ensino não conseguir manter a segurança de seus alunos. Minha opinião é de que certamente ela não deu bola pra alguém e esse alguém, seja aluno, professor ou quem mais, armou tudo isso.

    ResponderExcluir