sábado, 7 de novembro de 2009

O tempo passa e Serra continua inabalável nos 40%.



Não é pouco. Se considerarmos a brutal diferença de visibilidade entre os candidatos, o fato de o Governador de São Paulo obter mais que o dobro (40% X 15%) em relação à candidata-ministra-mãe do PAC merece atenção.

Os dados do VOX Populi divulgados neste sábado confirmam a dificuldade que o Presidente Lula vem tendo para transferir para a ministra a incrível popularidade que desfruta entre os brasileiros. José Serra ganha em todos os estados, e em todas as faixas de renda e de idade. Isto sem se mobilizar para tal. Apenas governando normalmente o Estado de são Paulo. Aliás, disto reclamam muito os próprios tucanos. Querem que ele se declare candidato e entre na cena. Serra, impassível, joga para março o inicio da movimentação. Enquanto isso, Ciro Gomes volta para a terceira posição (12%) e Marina Silva, que aparecia com 9% cai para 5%. No resumo, Serra tem mais que a soma dos adversários. Se fosse hoje, ganharia no primeiro turno.

Sei que os institutos são diferentes, as metodologias provavelmente também, mas, convenhamos, não deixa de ser de ser notável que 40% dos eleitores resistam aos apelos populistas e aos comícios quase diários do Presidente. Isto sem contar com a fantástica máquina eleitoral formada pelas prefeituras dos partidos da base. Realmente notável.

Parece que teremos que esperar o carnaval passar para que os candidatos da situação possam dizer: WE CAN!

Nenhum comentário:

Postar um comentário