sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Marina. Cuidado com os dinossauros!


Não sei o que fazia o Plinio de Arruda Sampaio no dia 9 de novembro de 1989 quando caiu o muro de Berlim. Talvez estivesse dormindo. Era tarde. Mas depois de vinte anos já dava pra ter acordado, não?


Em Artigo publicado neste dia 6 de novembro leia aqui, ele não economiza nas palavras para cair de pau em cima da Marina. Em determinado trecho afirma “Não tem, portanto, cabimento algum o movimento de alguns setores socialistas para celebrar uma aliança eleitoral com a candidatura da senadora Marina Silva, cuja atuação política na defesa do meio ambiente nunca culpabilizou o capitalismo, como primeiro e universal predador. Mais na frente arremata “Por isso, independentemente da figura pessoal da candidata, não há como deixar de qualificar esse movimento de parte de alguns setores do socialismo como uma postura oportunista, eleitoreira, incompatível com uma proposta que, de fato, faça avançar a caminhada socialista em 2.010.”

Plinio atualiza seu discurso socialista pra criar um novo antagonismo. Ecocapitalismo versus Ecosocialismo. O que vem a ser isso? Ele explica que o ecosocialismo pretende adotar um modo de produção ajustado às condições de reprodução saudável do meio ambiente. O ecocapitalismo aproveitaria o meio ambiente, inclusive a economia ecológica, porém dada a sua coerência interna(do capitalismo) jamais ameaçaria o próprio sistema, o que fraudaria a preservação do meio ambiente.

Porque estou colocando isso aqui? Só pra mostrar que os dinossauros não desapareceram completamente.

2 comentários:

  1. Interessante a sua argumentação. Está claro que esses radicais falam sem saber ou procurar se informar. O retorno a uma economia de subsistência mataria de fome bilhões de seres humanos.
    De nada adianta propor soluções sem levar em conta a realidade e é isso o que esse pessoal faz.
    A própria Marina é uma sonhadora mas não é desonesta em absoluto. Ela é informada e tem um currículo invejável.
    É necessário no entanto, que se pense com os pés no chão; utopias não enchem barriga e a humanidade precisa ser preservada como um todo, independente de ideologias.
    O Reinaldo Azevedo é mestre em apontar essas desonestidades e o desamor que o esquerdismo tem pelo ser humano, a quem encara como mera massa de manobra para conseguir seus fins.
    PS- Descobri este espaço ao ler seu excelente comentário no blog contra a racialização e se me permite vou aparecer por aqui de vez quando, ok?
    Bom fds!

    ResponderExcluir
  2. Cara Myrian Elizabeth;
    Obrigado pela visita. Volte sempre.
    Abço
    Valterlucio

    ResponderExcluir