domingo, 15 de novembro de 2009

ESCOLA DEVE TER PARTIDO?


Existe um grupo de pessoas que criou um movimento muito interessante com o objetivo de combater a partidarização e ideologização do ensino praticado nas escolas brasileiras. Chama-se Escola Sem Partido e pode ser mais bem conhecido através do seu site na internet (www.escolasempartido.org ).

Pelo que está sendo noticiado nos últimos dias esta é uma causa que vale a pena. Estão ai os exemplos de manipulação de exames, incluindo vestibulares, no sentido de pelo enquadramento da pergunta obrigar o aluno a optar por uma posição política, ainda que seus pressupostos sejam falsos.

O que aconteceu com o ENADE divulgado pela Veja desta semana é uma amostra de como certas correntes aparelham o estado. Nem o conhecimento está imune à ação destes vândalos da consciência alheia. É nossa responsabilidade saber o que os professores, pagos com nosso dinheiro, andam ensinando a nossos filhos.

A queda do muro de Berlim faz 20 anos, a ruptura da União Soviética já se prepara para comemorar também 20 anos, e um monte de idiotas, especialmente na escola pública, molestam nossas crianças com um discurso anticapitalista achado em alguma lixeira da história.

2 comentários:

  1. Desde que haja oportunidade de raciocínio sobre todas as vertentes.Pelo que eu saiba, as escolas onde eu estudei tinham suas ideologias, tentavam passar mas , a mim nunca fizeram diferença.O que não pode é mandar embora o trabalhador que não pensa como o dono da empresa (como já aconteceu comido mais de uma vez e já vi acontecer com outros)independentemente da competência.Mas vale a proposta.

    ResponderExcluir
  2. Ok Magui. Não há ausencia de ideologia. Mas não dá pra permitir que professores exerçam sua militância em sala de aula, independentemente de qual seja. O que está havendo é formação politico-partidária. Inaceitável.

    ResponderExcluir