sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Esqueceram de mim



Jornais de Honduras informam que nesta quinta-feira o enviado americano, Craig Kelly garantiu que os EUA respeitarão as eleições desde que não sejam fraudadas. Pelo menos 250 observadores internacionais acompanharão o processo. Com isto, o bigodão-chapelão que transformou a embaixada brasileira num pardieiro há meses, com o consentimento e apoio de nossas autoridades, diga-se de passagem, perde a última esperança de uma solução favorável.

Aquilo lá (Honduras) depende dos EUA e não do Brasil. É com os americanos que realizam trocas comerciais e são americanas as empresas que lá existem. Se as eleições forem dadas como legítimas, Honduras voltará à normalidade em pouco tempo, com um novo presidente e um novo parlamento.

O Brasil, que entrou nessa de gaiato está com o mico na mão. Vai fazer o quê com o Zelaya?


A foto acima foi capturada DAQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário