segunda-feira, 11 de julho de 2011

Paulo Sergio no Ministério dos Transportes. Sigamos seus passos.

A dona Dilma ratificou o secretário-geral do Ministério dos Transportes,  Paulo Sergio Passos. É do PR, o que não atesta boa conduta. Há anos exerce o segundo posto no cofrão dos transportes e em algumas vezes assumiu o cargo interinamente.

Tem um negócio interessante nessa história de cargos no governo. Quando se quer dar uma aparência de honestidade, chamam um "quadro técnico". Por um lado, afirmam uma certa autoridade técnica na execução das obras, por outro, "minimizam" a influência política no órgão. Tolice. Ministro não faz estrada, isso é com os engenheiros. Não pode é ser ladrão. Penso que neste caso, na melhor das hipóteses, o ministério pode estar perdendo um secretário competente e ganhando um ministro fraco. Justamente por não ser politico, um tipo como este pode ser muito mais vulnerável, mais dependente, mais flexível. Ainda mais sendo do PR de Waldemar Costa Neto que por si só desabona qualquer sujeito.

Tive a oportunidade de trabalhar durante um ano no Ministério da Integração Nacional ao tempo em que Ciro Gomes era o titular. Tinha lá um operador, o chefão, o faz tudo, o homem 24 horas ligado, era o Marcio Lacerda, hoje prefeito de Belo Horizonte. O cara mais competente que já conheci. Creiam, nenhuma traquinagem se faria ali sem que ele de algum modo tivesse conhecimento. Penso que o mesmo ocorre com o Paulo Sergio Passos. Sendo ele pertencente ao PR e, ainda, companheiro de anos de comando na pasta, não pode ser inocente. Na melhor das hipóteses foi conivente, fechou os olhos para a malndragem. Não dá pra ser Secretário-executivo durante anos a fio e não saber o que aquele bando fazia ao redor. Não tinha como não ver as faturas que o Pagot pagava. A corrupção por aquelas bandas é sistêmica, um queijão imenso onde todos os ratos se fartam. Sinceramente, mesmo sendo "técnico" não acredito nesse cara. Vai ver era o "mais honesto" que havia no PR. Aguardemos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário