quarta-feira, 13 de julho de 2011

Até no nordeste? Alô Al Gore, IPCC, Rajendra, Marina, façam uma visitinha à Baixa Grande.

Nem terminou o frio de rachar que se deu no sul do pais, os JORNAIS publicam que no nordeste a temperatura está batendo todos os recordes. De frio! Os termômetros acharam o caminho de baixo. Onde já se viu? Vaquinhas tremendo de frio, caranguejos procurando a panela, camarão saltitando em busca de uma frigideira, carneiros pedindo lã emprestada... coisa pra tirar o sono de qualquer alarmista do aquecimnento global antropogênico.

Calma, estou brincando. É claro que alarmistas de verdade não deixam de dormir porque as temperaturas estão diminuindo enaquanto crescem as emissões globais de CO². Eles já contam com o consenso da mídia e dos políticos. Isto basta. Em última hipótese eles dirão que o frio no nordeste brasileiro é causado pelo aquecimento global na conchichina. O que não falta é "cientista" pronto pra bancar a teoria desde que, obviamente, seus projetos sejam financiados, a verba pública faça tilintar seu cofrinho e alguma revista famosa publique seus artigos. Prestígio e dinheiro compram qualquer alarme.

O azar dos alramistas é o tempo. O tempo sentido e o tempo vivido. O tempo passa e as previsões não se realizam. Em alguns casos a realidade mostra o contrário, como agora. A linha das temperaturas não bate com a linha do CO². Na Baixa Grande, praia próxima à cidade de Areia Branca no Rio Grande do Norte, pescador tá de ôlho em algum pinguim que possa aparecer para substituir os pássaros da época que sumiram em busca de ares mais quentes. Não é engraçado?

Nenhum comentário:

Postar um comentário