segunda-feira, 4 de julho de 2011

Demissão e faxina geral no Ministério dos Transportes. É isso ou a farra continua.

O PR, em Brasilia todos sabem, não é exatamente um partido político. Seu crescimento a partir do governo Lula se deu porque o PT empurrava para lá toda sorte de gente que por notória falta de escrúpulos não servia ao partido do Presidente mas servia na contagem dos votos da base aliada. Há boatos de que deputado recebeu grana viva para mudar pra lá. Imagine-se o que faziam nos órgãos públicos que dirigiam.

Lá esteve, lembremo-nos, o vice-Presidente José Alencar que na ante-sala das negociações endossou, segundo Roberto Jefferson, a transferência de grana para a sigla fazer a campanha eleitoral. O caso está na apuração do mensalão.

Desde o Lula, espertamente, o PR abocanhou o Ministério dos Transportes onde se pavimentam carreiras políticas e contas particulares. Fazer estrada sempre foi uma "mina" como dizem os garimpeiros de grana pública. Alfredo Nascimento, que não nasceu ontem, aceitou como suplente um insignificante servidor do INCRA, sem votos, sem expressão, mas amigo do Lula e com coragem suficiente para ladrar na tribuna do Senado. Isto lhe bastou para se manter no Ministério e lá operar as diretivas do Waldemar Costa Neto, aquele poço de virtudes. Ao grupo se juntou a turma de Mato Grosso liderada por Blairo Maggi e seu testa de ferro, o tal Pagot, que de tão enrolado ainda vai pagar caro.

E então? Voce confiaria num grupo liderado por Waldemar Costa Neto, tendo como operadores Alfredo Nascimento e Luis Antonio Pagot? A dona Dilma confiou. Isto porque o PR tem 40 deputados e lidera um grupo de partidos (?) (PRB, PTdoB, PRTB, PRP, PHS, PTC e PSL). Tudo junto somam 64 votos. Não é pouca coisa, tanto que mereceram um ministério importante. Além disso, o suplente amigo do Lula tinha que ser Senador.

Agora, diante da descoberta da roubalheira, a dona Dilma precisa demitir o Ministro. Urgentemente, para que não fique a impressão de que também passa a mão na cabeça de corruptos. E os 64 votos que o PR lidera? Continuarão onde estão. Não têm para onde ir. Além de demitir o Ministro, a dona Dilma precisa fazer uma faxina geral no Ministério dos Transportes incluindo o DNIT. Vai precisar de muita creolina, mas precisa fazer.

Um comentário: