segunda-feira, 4 de julho de 2011

Depois de morto Itamar causa constrangimento. Que ironia!

Vi no noticiário a dona Dilma em BH fazendo homenagem ao ex-presidente Itamar Franco. Demorou pouco e saiu sem dizer palavra. Na hora pensei "O que será que passou na mente daquela mulher, ao ver ali inerte o corpo do único Presidente da República brasileiro que jamais coonestou auxiliares corruptos, sendo que ela própria acabara de passar a mão na cabeça do ministro Alfredo Nascimento que, sabem até as cafezeiras do PR, representa por seu partido o que há de mais odioso na política brasileira?"

A visita relâmpago ao velório denuncia que não estava nem um pouquinho à vontade. Pudera.

Nenhum comentário:

Postar um comentário