terça-feira, 28 de setembro de 2010

Lá vem o segundo turno. Esperando Marina.

Há quem pense como eu que se trata apenas de acerto para se aproximarem do resultado correto às vésperas da eleição, mas se acreditarmos nas pesquisas, com a meia volta que a carruagem deu vai haver segundo turno para as eleições presidenciais sim. Depois da descoberta das lambanças da Erenice na Casa Civil e do crescimento discreto, mas consistente, da Marina Silva, é provável que na segunda-feira o segundo turno se inicie com a dona Dilma na frente, mas segundo o DATAFOLHA, com uma diferença de apenas 13 pontos, o que obriga o Serra a tomar da Dilma nada menos que 7% dos votos. Não é pouco. Mas é possivel.

Se as eleições de Minas e de São Paulo forem resolvidas com vitórias dos candidatos tucanos no primeiro turno, é muito provável que a candidatura tucana adquira mais musculatura, pois os governadores dos dois estados mais importantes eleitoralmente estarão liberados para fazer campanha pró-Serra, sem o acanhamento atual que, por razões óbvias, os impede de confrontarem como gostariam a candidata do Lula 96% popular. Aécio Neves, por exemplo, eleito senador, poderá com o Anastasia a tiracolo ser muito mais incisivo e efetivo na cmpanha. Alckmin idem. Os exemplos são muitos.

Isto sem contar que até lá novas e reveladoras reportagens podem puxar o cobertor das falcatruas intra-governamentais. Não creio que os jornais e revistas tenham se intimidado pelo arreganho de autoritarismo dos que querem controlar a imprensa.

Outro fator importante, talvez o principal, será a Marina Silva, pois, reconheçamos, ela sai da campanha com um grande capital de votos e credibilidade. A quem ela declarará o voto? Em outra ocasião ela disse que no segundo turno o eleitor se esquiva do pior. Quem é, para a Marina, o pior? Se estivesse em julgamento a Dilma e o Serra, não tenho dúvidas de que a sua opão de voto seria pelo Serra. Mas não é. Neste enredo tem Lula, tem PT, tem petistas, tem história, tem florestania, tem Acre...

Nenhum comentário:

Postar um comentário