quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Francenildo, o caseiro e bobalhão.

Vi hoje no programa do PSOL o caseiro Francenildo com cara de paisagem, sem menhuma indignação, aproveitar seu tempinho de fama para acusar o José Serra de oportunista por estar falando da quebra de sigilo fiscal de sua filha e de seu genro.

Muito engraçado. O Francenildo que foi acusado até de receber "um por fora" para dizer o que disse na época em que foi invadido e passou semanas nas páginas de jornais e revistas, não tem nenhuma vergonha em emprestar agora sua cara e fala abobalhada para fazer côro aos que no final das contas invadiram os sigilos dele e dos tucanos. Só faltou botar a culpa no Serra. Ora, ora. Ele botou a boca no mundo, por que o Serra deveria ficar quieto?

Oportunismo, uma ova! Trata-se de alertar a população, eu no meio, de que nem meus dados nem os de ninguém estão seguros. Que a estrutura que manda neste país não contém os violadores de sigilo, seja por interesse politico, comercial ou sei lá o quê.

A invasão dos sigilos fiscais de qualquer ou de todos só não explode o governo porque estamos no Brasil, esta república infantil e acocorada. Fosse nos EUA nem Obama escaparia da avalanche provocada pela indignação da opinião pública. Por aqui temos que aceitar placidamente que o Presidente da República solenemente acuse a vítima. Que vergonha!

Nenhum comentário:

Postar um comentário