quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Debate na Globo - Tião Viana, Tião Bocalom e Tijolinho

Acabo de ver o debate ao vivo na TV Globo entre os candidatos ao governo do Acre. Notei mais agressividade do que no anterior e uma estratégia diferente do Senador Tião Viana. Desta vez escolheu a desqualificação do opositor. É uma forma usual, mas arriscada de enfrentar o adversário, pois este pode se fazer de vítima e angariar a simpatia do eleitor, enquanto o outro passa por arrogante. Em 2002 o Crsitovam Buarque perdeu uma eleição praticamente ganha porque humilhou Roriz no debate.

O Tião Bocalom mantém um pecado mortal em debates. Não se vai a um embate desses sem números decorados ou numa fichinha ao alcance da mão. Determinadas afirmações adquirem mais credibilidade quando sustentadas em números. Boas réplicas poderiam ter sido dadas se o Bocalom estivesse tecnicamente preparado.

Outro dado é que quando se tem um debatedor tipo Tijolinho, se deve utilizá-lo para ancorar acusações ao outro que não terão respostas, ou afirmações em beneficio próprio que não serão refutadas. Isto não foi utilizado pelo Bocalom tanto quanto poderia.

O resultado é que, novamente, o preparo de Tião Viana não foi derrubado pelo ataque doTião Bocalom.

Um comentário:

  1. Discordo, Bocalom pautou-se em matérias irrefutáveis de publicações nacionais como Veja e Época, além de sites oficiais locais como ac24horas.com, apontou que existem prefeitos petistas cassados na folha de pagamento em cargos comissionados, atestou que não conseguiu mais informações sobre o caso porque o lobby do governo no estado é muito forte para esconder e acobertar dados reais, o que é fato para quem vive por essas terras coronelistas, e por fim corroborou com o que o JORNAL NACIONAL já tinha revelado sobre os muuuuuuuiiiiitos milhões já destinados a BR-364 desde 1998. Achei Bocalom radiante como o sol que tem feito nesses dias de calor insuportável, pode até não ganhar porque o poderio econômico ainda é o que mais agrada aos miseráveis vendidos e puxados pelo focinho como mulas, mas sem dúvida os tucanos escreveram seu nome nessa campanha e começaram a meter o dedo nessa ferida fedida e pustulenta que até então tinha sido evitada a qualquer pelos opositores covardes do vianismo. Bocalom, ganhando ou perdendo, já é o herói de muita gente, inclusive o meu. É preciso ter colhão pra peitar essa trupe megalomaníaca que passou cola nas cadeiras do poder e não quer mais larga-lo de jeito nenhum. Alternância de poder já!

    ResponderExcluir