sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Fidel. Perante a morte, igual a todo mundo.

O misto de Zumbi histórico e Zumbi humano, ditador cubano Fidel Castro, disse esta semana que o sistema de Cuba não serve mais nem pra Cuba. É mesmo, santa? E veio notar isso agora às portas da morte?

Engraçado que quando os cubanos disseram isto foram condenados. Muitos deles ao paredão. Milhares tiveram que dar no pé, ou na mão, atravessando o mar que separa a Ilha da costa Americana. E os admiradores do sistema cubano aqui na América Latina? Se sentirão traídos ou dirão "se o comandante falou, deve estar certo". Mas e as conquistas? Os sistemas de saúde e de educação? A resistência ao "imperialismo americano". Vai tudo pro mesmo ralo?

Penso que Fidel está começando a ensaboar as mãos para que os anéis saiam com mais facilidade, do contrário perderá os dedos. Os dele e os de muitos outros que por aqui e por ai ainda perdem tempo cantando loas ao regime castrista. É, meu caro, diante da morte, sobra apenas o arrependimento. Espero que a declaração não seja apenas um soluço de lucidez e se trasnforme em medidas concretas de abertura do sistema, começando pela soltura de todos os presos de consciência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário