quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Que atire a última pedra quem nunca perdoou.

Lendo a respeito de Sakineh, a mulher iraniana que será assassinada pelo governo de Armadinejah, revi uma matéria de Carolina Rossetti para o Estadão (aqui) sobre as prisões iranianas. É, meus caros, o amigo fraterno e carinhoso do Lula não tem na piedade sua melhor característica.


O que voce vê na foto acima é o que acontecerá com a iraniana que, viuva, se atreveu a transar com outros homens. Eles enterram a condenada até o tórax para que não se mexa e apedrejam-na até a morte. Em praça pública para que sirva de exemplo. A negativa debochada que o ditador fez à disposição do Lula de recebê-la no Brasil não abalou a amizade entre os dois. Ainda há no governo quem pense que a luta anti-imperialista nos une.

Nenhum comentário:

Postar um comentário