quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Vem ai o 171 do aborto. Outros vieram, outros virão.

Segundo a grande imprensa, depois de se reunir com líderes religiosos, a dona Dilma, ciceroneada pelo sobrinho do abortista Edir Macedo, Marcelo Crivela, resolveu fazer uma carta aos brasileiros se comprometendo a não adotar nehuma das políticas condenadas pelos evangélicos (aborto, casamento entre gays etc). É o vale-tudo da campanha. Para recuperar votos, a candidata optou por enganar os cristãos se comprometendo em fazer o que seu partido exige que não faça. Quem fez, se deu mal.

A carta deverá ser distribuída pelos próprios líderes religiosos em suas igrejas. A farsa não tem limites. Nojento é que estes pastores se prestem a tal vilania. Vendem suas convicções e alugam seus templos para a propagação da mentira.

A respeito sugiro que leiam isto e isto. Nunca é demais ver o video abaixo. Que não é boato, não é falsidade. São palavras ditas espontaneamente, sinceras, em uma entrevista quando ser a favor não tirava votos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário