domingo, 31 de outubro de 2010

Dilma - um discurso previsível.

No primeiro discurso da Dilma, nada além da ratificação de promessas de campanha, a mão estendida à oposição, especialmente aos governadores eleitos, com a manjada promessa de relação sem privilégios ou compadrios, os agradecimentos ao Deus Lula (estes com toda razão) e nada mais. Um texto simplório, para dizer o mínimo. Luis Dulci faria bem melhor. De qualquer forma é bom guardar e cobrar depois, principalmente aquele trecho em que fala de liberdade de imprensa e de meritocracia na administração pública.

Agora é aguardar a formação do ministério. Imagino o tamanho da fatura que será apresentada por uma bancada de 400 deputados federais e mais de 50 senadores, todos sedentos por cargos e privilégios. Começar o governo com uma manada deste tamanho não será nada fácil. São bichos famintos. Talvez não haja leite para tantos bezerrinhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário