domingo, 10 de outubro de 2010

Campanha caluniosa ou campanha envergonhada?

O programa de hoje da dona Dilma demonstra que sua campanha foi pautada pelo adversário. Afora as amenidades, uma parte dedicada a ser "família", o que corresponde a amenizar o impacto da acusação, neste caso, com provas, de que defende ou, defendia, vigorosamente a descriminação do aborto. Valeu até posar com o neto recém-nascido e recém-batizado perante as câmeras. A outra parte foi dedicada a construir uma história política que de algum modo rivalize com a de José Serra. Um exercício dificílimo. Foi nomeada, jamais eleita, isso e aquilo. A maior parte dos cargos ocupou por obra e graça do Lula.

A palavra de ordem agora é falar em "defesa da vida". Para isto serve acusar de caluniosas as noticias de que defende o aborto como mera opção da mulher, sem considerar a criança a ser assassinada. O vídeo abaixo, com aquela moça ali, falando aquele absurdo ali, já foi visto milhares de vezes. Que tal a campanha da Dilma autorizar o Serra a exibi-lo em seu programa eleitoral? Por nada não, só pra esclarecer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário