sexta-feira, 18 de junho de 2010

Guarde sua curiosidade. Dilma não vai ao debate na CNA.

Como eu desconfiava, Dilma começa a gazetar os debates. Não vai enfrentar os adversários Serra e Marina na CNA - Confederação Nacional da Agricultura. Em certo sentido não podemos censurá-la. É, aliás, do direito, que ninguém pode ser obrigado a produzir provas contra si mesmo.

O fato é que sem Lula para inebriar a platéia, é muito arriscado para a dona Dilma se encontrar com os opositores. De Serra  terá sempre um adversário que entende a máquina pública (foi ministro do planejamento), que tem extraordinária experiencia administrativa, que tem rodagem politica e um tino muito apurado de identificar o detalhe. Serra é do tipo que acerta na mosca.

Marina talvez seja ainda mais dificl de enfrentar. Era petista no tempo em que Dilma era Brizolista e chamava Lula de sapo barbudo. Passa emoção, sinceridade, honestidade... sau mensagem toca as pessoas. A aparente fragilidade de Marina é sua maior força. Firma-se nela para mandar os torpedos mais devastadores e nela se escuda para não ser atacada. Seu jogo de palavras é cortante.

Dilma é... bem, não se sabe direito como é Dilma longe do teleprompter. Nas poucas vezes que vi pareceu burocrática, demasiadamente preocupada em despejar um roteiro substantivo elaborado de véspera. Não transmite espontaneidade. Seu mantra (Lula) fica tão evidente que a ofusca totalmente.

Parece que os dirigentes da sua campanha vão esticar até onde der sua ausência de deabtes. Se assim o fazem deve ser porque de outro modo o prejuizo seria maior. Aguardemos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário