terça-feira, 29 de junho de 2010

Quero ver os programas de governo. De preferência, na internet.

Tenho defendido sempre que a candidatura ao governo deve ser sustentada por um programa de governo. É o QUÊ da eleição. Para votar pra governador não basta saber em quem, é preciso saber no QUÊ. Com os candidatos conhecidos (Tião Viana e Tião Bocalom), é necessário agora que também sejam conhecidos seus programas de governo para o Acre.

O Tião Viana pretende suceder Binho que por sua vez sucedeu Jorge Viana, irmão do Tião e pertencente ao mesmo partido e mesma coligação. Poderia apenas dizer que seu programa é o que está sendo implementado há doze anos, que vai dar continuidade e estamos conversados. Mas tem que dizer. Se, por acaso, pretende inovar, reciclar, remodelar a florestania, a campanha eleitoral é a melhor oportunidade para que isto seja bem explicado. Se pretende romper com tudo que está ai, idem.

O Tião Bocalom pretende ser governador com um discurso que vai contra a "florestania", o projeto que vem sendo implantado nos últimos doze anos. Faz isso com base em um arsenal de críticas e acusações. Muitas delas, certamente, válidas. Mas não basta. Ele mais que o outro Tião tem a obrigação de mostrar o que pretende fazer. Não é razoável pedir o voto do eleitor apenas dizendo que está ruim, que pode melhorar etc. Tem que dizer o que vai pôr no lugar daquilo que considera nocivo. Mudança é apenas slogan de campanha.

Quero, portanto, sugerir aos candidatos ao governo do Acre que exponham seus programas de governo, se os tem, na internet, lembrando que 35% dos domicílios urbanos  possuem pelo menos um computador no Brasil. Enumero algumas vantagens.

1. Agiliza a comunicação com o eleitorado.
2. Provoca o debate nas famílias, vizinhança e grupos de eleitores.
3. Proporciona o feedeback (as pessoas podem dar o retorno).
4. Alimenta o próprio programa com idéias vindas da população.
5. Facilita a comparação entre programas.
6. Identifica o candidato com suas propostas.
7. Orienta e baliza os programas eleitorais de rádio e TV.

Além disso, se pode firmar compromissos que podem ser, depois, monitorados pela sociedade. Colocar um programa de governo na internet é facílimo. Desde que se tenha um, é claro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário