segunda-feira, 14 de junho de 2010

Onde é que tu tava, onde é que tava tu?

Um dado que me intriga desde aquele imbroglio José Serra-coca-Evo Morales é a postura da candidata do governo, Dilma Roussef. Na ocasião ela dedicou ao tema uma grande preocupação e defendeu o cumpanheiro boliviano das investidas do Serra. Ontem, em seu discurso, novamente se referiu às drogas e ao crack especialmente, que pretende combater com apoio, carinho e autoridade. Coisa de mãe.

Interessante notar que tal promessa não bate com quem herda um governo "imaculado" que tanto fez pelos pobres. Ora, é justamente sobre a massa de jovens pobres que se alastra o consumo de crack. Ela mesma reconhece que a praga se intensificou nos últimos anos. Onde estava a dona Dilma que não viu isso? Ou será que ela só cuidava do governo naquilo que funcionou?

Basta ver que enquanto desfia o elenco de realizações do governo Lula do qual se pretende gerente-geral nunca menciona a questão das drogas. Neste ponto não há o que comemorar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário