quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Sai a CPI do MST. Apurar são outros quinhentos...




Nesta quarta-feira a base governista na Câmara dos Deputados sofreu um revés. Apesar de todos os esforços o Governo não conseguiu o número suficiente de traíras para derrubar a CPI que em tese investigará os repasses de recursos públicos para o MST.

COMENTO

Não foi fácil. Na primeira tentativa a oposição deu com os burros n’água. O Governo foi em cima dos parlamentares e muitos deles retiraram as assinaturas no pedido de CPI. Desta vez, movidos pela imagem do tratoraço sobre o laranjal e sob a ameaça de publicação de seus nomes, os deputados mantiveram suas assinaturas e a CPI será instalada.

Digo instalada, porque funcionar mesmo será outra batalha. Mal os ponteiros cruzaram a meia noite e já havia deputados da base do governo prometendo impor a Presidência e a Relatoria da Comissão. Em outras palavras, o investigado comandará a investigação. Uma pérola de nosso sistema.

A mesma coisa aconteceu recentemente com a CPI DA PETROBRAS, onde não se investiga absolutamente nada. Nasceu morta. A diferença, neste caso, é que o Governo não conta com o trunfo do senso comum que reina em relação à PETROBRAS. Se no primeiro caso foi fácil demonizar a oposição colocando-a em confronto com a Empresa, neste caso, convenhamos, não será sem custo político que o governo defenderá o MST. A população apóia a reforma agrária, mas não gosta do MST. Ainda mais quando a história gira em torno de desvios de dinheiro.

Políticos mais dependentes da boa fama entre os sem-terra amanheceram o dia ameaçando investigar a CNA, seus dinheiros etc. O alvo é a Senadora Kátia Abreu. Creio que isto não poderá acontecer nesta CPI. Teriam que criar outra com este fim, afinal, CPI’s exigem fatos determinados e o fato determinado que sustentou esta é referente exclusivamente ao MST.

Por outro lado, inventar uma nova CPI para a CNA pode abrir um leque que alcance o SEBRAE, por exemplo, o que seguramente não seria interessante para o governo. Minha aposta é que a CPI do MST será solapada por dentro mesmo, com atuação forte da base que provavelmente comandará a Presidência e a Relatoria.

Em todo caso, como se diz por ai, CPI só tem certo o começo...

Nenhum comentário:

Postar um comentário