segunda-feira, 12 de outubro de 2009

"Raça é coisa de cachorro"

Esta frase foi pronunciada por Demétrio Magnoli, sociólogo autor do livro “Uma gota de sangue – história do pensamento racial”, em debate realizado pelo Instituto Millenium sobre a questão racial no Brasil, com foco nas cotas chamadas afirmativas. A frase lembra apenas que não existe raça entre humanos. Não somos brancos ou negros como raça. Isto é cor da pele.

COMENTO

Tenho acompanhado atentamente este debate. Acho que é o tema mais importante da atualidade. Se os brasileiros não se derem conta da gravidade desta questão certos líderes de oportunidade introduzirão no Brasil uma das maiores peerversidades humanas - o racismo.

O Senado está para votar uma lei que estabelece cota de 50% das vagas no sistema público para as camadas de baixa renda e destas, segundo a relatora Senadora Serys-alguma-coisa, 50% vão para negros e índios. Embora acredite piamente que se trata de inconstitucionalidade flagrante (todos são iguais perante a Lei), espero que não passe. Mais essa irresponsabilidade da Câmara dos Deputados precisa ser corrigida.

Alguns senadores apontam para uma saída pelo nível social, privilegiando apenas os que sempre estudaram em escola pública. Obviamente os mais pobres e, por consequencia, maior percentagem de negros. Se passar, a Lei apenas transformará o Brasil em um país um pouquinho mais burro. Menos mal. Pior seria um pais legalmente instrumentalizado para a promoção do racismo.

Aliás, para ser “politicamente correto” se faz qualquer coisa no Brasil. Para se ter uma idéia o Senador Paulo Paim lidera um projeto chamado Estatuto da Igualdade Racial, o que, por definição já é um erro, pois raça presume desigualdade. No “estatuto”, Paim dá o mote de como se planta a semente da discórdia, do ódio, do privilégio. Ao mesmo tempo se transforma em intérprete do que chama de raça negra. Oportunismo baixo e inconseqüente.

Raça é mesmo coisa de cachorro e cota é coisa de incompetente. Indico a leitura do livro de Magnoli e também a sua exposição (está no youtube) no Instituto Millenium. Imperdíveis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário