segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Dona Dilma vai "pra cima" ou vai "pra baixo" dos partidos aliados?

As denúncias de corrupção chegando aos montes vindas de várias frentes do governo e a dona Dilma numa sinuca de bico. Vai mesmo "pra cima" como diz seu secretário Gilberto de Carvalho ou deixa por menos com medo da reação dos aliados? Pense num dilema!

O jornalista Josias de Souza retrata bem a questão em seu blog. No trecho que copiei abaixo seu interlocutor deixa claro as regras do jogo.
Nesta terça (2), a caciquia do partido do senador Alfredo Nascimento (PR-AM) e do deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP) deve se reunir em Brasília. Antes do recesso, o PR era festejado no Planalto como uma das legendas mais fieis ao governo. Agora, o partido quer discutir a relação.

“Fomos tratados de forma indigna”, disse um líder do PR ao repórter, indignado com o método adotado por Dilma na “limpeza” dos Transportes.

O mandachuva pêérre estranha: “Agora, há notícias de corrupção na Agricultura (PMDB e PTB), nas Cidades (PP) e na ANP (PCdoB). Para ser coerente, a presidente teria de demitir todo mundo. Se usar peso diferente, tem de nos dar explicações. Se usar a mesma balança, vai terminar sozinha.”

Cá com meus botões, penso que se a questão fosse apenas os aliados a dona Dilma iria "pra cima" com tudo. Ela precisa de uma marca que a diferencie do Lula e a do combate à corrupção seria estratégica. Depois, bastava dizer aos mesmos que eles continuariam com as pastas e com o direito de indicar desde que oferecessem nomes limpos. No inicio eles esperneariam mas ao cabo todos comemorariam em um churrasco de domingo na granja do torto com a presença do Lula.

Outra questão que se apresenta de modo subjacente tem relação é com a própria Dilma. Se a faxina for geral e tirar dos buracos todos os ratos a oposição vai perguntar mineiramente: Uai, a dona Dilma não era a gerentona, a mãe do PAC, o braço direito, o "segundo" neurônio do Lula, como é que deixou a corrupção se alastrar? Não sabia de nada também, ou dela se beneficou para ganhar as eleições?

Ainda assim, como não tem ela própria qualquer vínculo com as malfeitorias, espero e torço que ela vá mesmo "pra cima" dos corruptos, do contrário nunca mais sairá debaixo da canalha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário