quinta-feira, 13 de maio de 2010

Programa da Dilma, ou, como chutar a bunda da Justiça Eleitoral.

Acabo de ver o programa da Dilma na TV. Sim, porque aquilo ali não pode ser programa do PT. Sabe quantas vezes se falou no PT? Uma. Foi o seu presidente José Eduardo Dutra. Sabe quantas vezes se falou o nome da Dilma? Vinte e uma! Sem contar com as referências a "ela" e os caracteres constantes.

O que vi me fez pensar imediatamente:

1. O jogo será bruto. Não estão nem ai para a Justiça Eleitoral. O programa tripudiou do TSE. Se a moda se irradia para as campanhas estaduais vai ser uma esculhambação geral. Com uns TREzinhos que existem por ai...

2. O Lula tá com medo. Só pode. Ir com tudo desse jeito, entregando o Luz Para Todos que, aliás, foi herdado do FHC e tinha o nome de Luz no Campo, e dividir a politica econômica com a Dilma beira o ridículo. Se nem ele próprio se meteu na política do Banco Central, como poderia a ministra dar pitaco? Que o diga o pobre do José Alencar que quase morreu de tanto pedir pra baixar os juros.

3. O pessoal do marketing está apelando. Comparar a Dilma com o Nelson Mandela? Putz! Estão de brincadeira.

4. Enquanto o Lula fala como se estivesse na sua cozinha, a Dilma não consegue tirar os olhos teleprompter. Sem ele a moça tá frita.

5. Parece que vão mesmo insistir na comparação Lula versus FHC. Adotaram o torneio de duplas. LULA-Dilma contra FHC-Serra. Depois do resultado que deu quando largaram a Dilma sozinha por uma semana, é o que resta.

Espero que o TSE ponha ordem nessa joça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário