segunda-feira, 17 de maio de 2010

Bom pra voces, bom pra nós e estamos conversados.

Mais cem anos de república e não aparecerá alguém com tanta esperteza como o nosso presidente Lula. Este lance do Irã é de tirar o chapéu. Com o acordo meia boca celebrado, a situação fica do jeito que o Armadin-e-jad gostaria, ou seja, alivia a pressão internacional por sanções econômicas contra o Irã e, como vem fazendo sem nenhum escrúpulo, mantém às escondidas o seu programa nuclear até que surja nova crise. Na próxima, o programa estará em estágio mais vançado. Bom pra Armadin-e-jad. E o Lula?

Este vai celebrar a própria inserção como player global e passar nas ventas dos opositores (ainda resta algum?) que nunca antes na história deste pais... voces sabem. Tá, mas se o Armadin não cumprir o acordo como parece mais provável? E dai? O Lula tentou, ora. Quer mais pacifismo que este? Não é o máximo?

Com esta Lula passa à frente da Marina Silva na corrida brasileira pelo Nobel da Paz. Ainda termino gostando deste cara.

Um comentário:

  1. Gostar, gostar, não digo, mas que o cara ganha o prêmio de "enxerido" do ano isso lá é verdade e o de ingênuo também. Se Lula não for reconhecido no futuro "como o melhor presidente", pelo menos todos saberemos que ele foi o que "mais viajou às custas do povo, o que mais se meteu em coisas que não são da alçada dele, o que mais não sabia de nada, também acha que ninguém, nunca na história deste país... já fez mais do que ele." Se narcisismo desse alguma coisa, o país teria um ótimo presidente!

    ResponderExcluir