sexta-feira, 14 de maio de 2010

Como diria Sérgio Porto, o Stanislaw Ponte Preta.

O Jornalista Reinaldo Azevedo adianta em seu Blog (ler aqui) uma questão muito interessante a respeito do comportamente dos partidos de oposição (PSDB, PPS e DEMOCRATAS) nos programas eleitorais a que têm direito nos próximos meses.

Se, diferentemente do PT, cumprirem a lei, sofrerão o prejuizo de não aproveitarem o tempo para fazer campanha, o que nos dias atuais pode ser crucial. Afinal, na soma são trinta minutos em horário que se insere bem no meio do Jornal Nacional. Se, por outro lado, fizerem o mesmo que fez o PT, serão farinha do mesmo saco, todos iguais, como disseram no episódio do mensalão. De certo modo o PT empurrou a oposição para a ilegalidade.

Penso que foi nisto mesmo que apostou o PT ontem à noite, afinal, a punição é ridícula e repercute apenas no próximo ano, quando não existe campanha eleitoral, o que soa inócuo. Se, por acaso, a punição (perda de tempo de TV) fosse aplicada no horário eleitoral gratuito da campanha eleitoral, o que seria mais adequado, duvideodó que aquela peça tivesse ido ao ar.

A situação é aquela sintetizada por Sergio Porto "Restaure-se a legalidade ou locupletemo-nos todos". O PT escolheu a segunda alternativa certo de que a oposição fará o mesmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário