quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Toda grana é bem vinda, mas se não souber usar...

Se for aprovada a proposta de Ibsem Pinheiro e Humberto Souto para o pré-sal, o Acre terá mais 573 milhões de reais a cada ano. Isto é mais que toda a receita tributária de 2008.

Recursos que se forem investidos em projetos de real desenvolvimento econômico serão capazes de alterar siginificativamente a realidade mostrada pelos dados da FIRJAN. Do contrário, podemos nos afundar na "doença holandesa", aquela distorção econômica cuja característica principal é o investimento em projetos que não firmam as bases de sustentabilidade de longo prazo. Quando acaba a bonança, a crise se instala.

Uma ameaça, aliás, que paira sobre a nação como um todo em vista do Pré-sal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário