segunda-feira, 27 de junho de 2011

A neve e o fim do mundo. Ainda estamos aqui.

Recentemente, a Forbes, aquela revista americana mais conhecida por publicar listas de bilionários, publicou um artigo do jornalista James Taylor em que ele compara os aquecimentistas àquele maluco que fez previsões sobre o fim do mundo. A ironia não é sem razão. O engraçado da história é que toda vez que as previsões dão erradas, e sempre dão, as Mães Dinah's do aquecimento global reconhecem que erraram na data mas não no fato. Ora, ora. Pra que servem as previsões se as datas não são críveis? Não é mais lógico dizer que os eventos não aconteceram conforme o previsto porque a tese estava errada? Os alarmistas, assim como os profetas do fim dos tempos acham que a culpa é do relógio que não lhes foi obediente.

Ver o Artigo AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário