quinta-feira, 16 de junho de 2011

Aquecimento global. É o seu filho, estúpido!

Em 2009 os cientistas Paul A. Murtaugh e Michael G. Schlax, respectivamente do Department of Statistics, Oregon State University, USA e do College of Oceanic and Atmospheric Sciences, Oregon State University, USA, publlicaram na revista científica Global Environmental Change um artigo sob o título "Reproduction and the carbon legacies of individuals", no qual procuram identificar o legado de carbono de um indivíduo e como ele é influenciado por suas escolhas reprodutivas. Ao cabo concluiram que uma mãe americana que resolvesse seguir a cartilha verde e reduzir maximamente todas as suas emissões individuais poderia deixar de emitir 486 toneladas de CO² até o final da vida. Se, contudo, optasse por ter um filho, este sozinho emitiria ao longo da vida 20 vezes mais que o montante por ela reduzido. Conclusão: cada criança que não nasce tem 20 vezes mais eficiencia na redução das emissões do que um adulto possa conseguir seguindo rigorosamente a cartilha carbofóbica.

Deu pra entender porque os ambientalismo anda de mãos dadas com o gayzismo e o abortismo? A ditadura ambiental global que está sendo construída um dia vai dizer a voce com todas as palavras: NÃO TENHA FILHOS! E voce vai obedecer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário