sexta-feira, 20 de maio de 2011

Amanda Gurgel. Um grito e um silêncio.

Amanda Gurgel é a jovem professora potiguar que, repentinamente, por dizer velhas verdades de modo simples e direto em audiência realizada na Assembléia Legislativa do Rio Grande do Norte, foi levada ao estrelato através da divulgação de vídeo na internet e de repercussão em jornaizinhos e jornalões, bloguinhos e blogões de todo o Brasil.

A melhor parte do vídeo que enquanto escrevo este post já tem 472 055 acessos no youtube é quando a professorinha se refere ao próprio salário de míseros 930 reais, jogando nas fuças dos deputados o constrangimento que o Brasil inteiro deveria compartilhar.

Durante alguns dias o vídeo vai continuar sendo acessado, os jornalistas farão suas matérias, os políticos farão seus discursos e ao cabo tudo continuará como antes. Os governos não estão verdadeiramente preocupados com as Amandas. O MEC está mais preocupado em ensinar as crianças que homem com homem pode e mulher com mulher também pode. Em outro sentido, se ocupa em aplicar o lulês no português. A era da mediocridade não tem fim.

Amanda, não se fie, eles ouvem mas não ligam. Estão ocupados com coisas mais importantes como salvar a própria pele e planejar novas pilhagens.

Nenhum comentário:

Postar um comentário