segunda-feira, 15 de março de 2010

Tsunami de lama

Hoje pela manhã um amigo que não via há meses me perguntou como está a política em Brasília. A imagem que me veio como resposta foi a de um tsunami. De lama. Não há praticamente ninguém limpo.

A Câmara Distrital é formada majoritariamente por policiais, evangélicos e sindicalistas. Quase nenhum de boa cepa. Sobre eles e elas há histórias sendo contadas a torto e a direito em qualquer mesa de bar dentre as milhares que enchem as tardes brasilienses.

A situação é tão grave que praticamente não há políticos de reconhecida moral pleiteando o cargo de governador. Ouvi outro dia do Senador Cristovam Buarque que nem cogita ser candidato porque não saberia enfrentar a questão da nomeação dos cargos de mando. Não conhece gente honesta e capaz em número suficiente. Os que conhece querem distância daquilo.

Infelizmente o planalto se transformou em um deserto de políticos, o que significa um deserto de cidadania. Quando os homens bons se ausentam, os ratos fazem a festa. Uma pena.

Nenhum comentário:

Postar um comentário