segunda-feira, 8 de março de 2010

Mais CLIMATEGATE ou, quando a "ciência" depende da fé.



Veja só como se faz a “ciência” do aquecimento global. Esse cara na foto acima chama-se Phil Jones. É o chefão do Climate Research Center da Universidade de East Anglia, principal entidade científica a sustentar a teoria AGA e, por isso, basear os relatórios alarmistas do IPCC sobre o aquecimento global. É também o centro do escândalo denominado CLIMATEGATE.

Submetida à investigação, a instituição deveria, por lei, responder aos requerimentos de informações. Não respondeu. Sabe o que disse Phil Jones em entrevista ao Daily Mail? Que é muito desorganizado e não consegue encontrar em seu escritório os dados que comprovam a sua teoria.

Os dados brutos, coletados a partir de centenas de estações meteorológicas em todo o mundo e analisados por sua unidade, têm sido usados há anos para apoiar os esforços por Intergovernamental das Nações Unidas sobre Mudança do Clima para pressionar os governos para reduzir as emissões de dióxido de carbono. Ele “perdeu” os dados.

Além disso, reconheceu que houve períodos de aquecimento anteriores à ação do homem e que desde 1995 não há aquecimento significativo. Só faltou dizer que foi tudo brincadeirinha. Pelo visto, de agora em diante os alarmistas terão que ter ainda mais fé em sua religião.

Nenhum comentário:

Postar um comentário