quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Sob pressão o PNDH vai desminlinguindo, mas ainda falta muito.















Depois de amansar perante os militares, o PNDH se ajoelha diante dos cristãos e promete retirar a legalização do aborto. Nem assim a Dilma se dispôs a ir à CCJ no Senado Federal. Virou o jogo no plenário e delegou a tarefa ao companheiro de armas e de ministério Paulo Vanucchi. Ainda estão lá no Decreto os atentatos ao direito de propriedade e à liberdade de expressão, inclusive religiosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário