quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Depois da cotovelada de Ciro, Zé Dirceu dá de ombros e se manda.

Duvido que Ciro Gomes tenha dito o que disse sem esperar uma bordoada de volta. Mas, pelo que disse o Zé Dirceu, o Ciro vai ficar falando sozinho. É justamente o que diz José Serra todas as vezes que leva uma canelada do Ciro.

Se, como dizem na imprensa, o Lula escalou o Ciro pra bater no Serra a partir da disputa de São Paulo, Zé (o Dirceu) acaba de sancionar o argumento do outro Zé (o Serra) que bem poderá repetir "Se Zé (o Dirceu) não dá a mínima para o que diz o Ciro, porque vou eu lhe dar ouvidos?".

A continuar assim, a maior arma do Ciro (o verbo) vai atirar na água.

Nenhum comentário:

Postar um comentário