sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Comemorar o quê, né Lula?


Em Brasília o carnaval terá um ingrediente não programado - a prisão do governador José Roberto Arruda. A turba está eufórica. Embora estivesse fazendo um bom governo do ponto de vista administrativo, meteu os pés pelas mãos, sucumbiu ao achaque de deputados e caiu na esparrela do mensalão. As imagens foram avassaladoras. Meias e cuecas apareceram como cofrinhos da malandragem. Houve até quem orasse em agradecimento.

Fim de papo. Arruda está preso. Sifu. Comemoramos ou lamentamos? De comemorar, o fato de que desta vez os mensaleiros estão sendo pegos, presos e, certamente liquidados politicamente. Desta vez não haverá ressurreição para Arruda. Seu partido, muito corretamente, aguardou serenamente os fatos e decidiu por chutar-lhe o traseiro. De lamentar, que ainda e não unicamente fatos como este se repitam na política brasileira.

Quem já teve a oportunidade de ocupar cargos na alta administração, seja municipal, estadual ou federal, sabe que não há nada mais difícil do que a relação do executivo com o legislativo. Às claras, desavergonhadamente, a troca de apoio por cargos na administração. No Brasil, vereador, deputado e senador depois de eleitos agem como sócios do executivo. Às escondidas, obras direcionadas, contratação de serviços e, no extremo, dinheiro na cueca. Mensalão.

Os jornais noticiam que, ao invés de comemorar, Lula está triste com o desfecho do mensalão do DEMOCRATAS, como tendenciosamente denominaram o caso na imprensa. Jornalistas importantes não compreendem o presidente. Tenho a minha versão para a tristeza do Lula.

Estamos em um ano eleitoral. O mensalão do PT já foi esquecido faz tempo. Seus mentores, diretores e atores se esgueiraram no tempo e estão de volta à cena em toda plenitude. Voltaram a ocupar a direção do partido e cargos na administração. Foram “restaurados” pela popularidade do Lula. Não interessa ao Presidente que em plena campanha este assunto venha à tona. Ainda que fosse um mensalão do PSDB, mas do DEM? Este tema só servirá para reacender as lamparinas do juízo das pessoas que ainda tem a ética como valor político necessário. As coisas já estavam bem encaminhadas. Este caso só vem perturbar. A oposição poderá dizer solenemente, como sugere o Jornalista Reinaldo Azevedo “Os mensaleiros do DEM foram presos e expulsos do partido, e os do PT?”

Lula é mais esperto do que os lulistas. Neste caso, sua tristeza é sincera.

2 comentários:

  1. BIQUEI disse...
    www.bigbiquei.blogspot.com

    Gostaria de um contato para troca de informação de sua área de formação,caso interesse retorne.
    Att.

    ResponderExcluir