quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Pré-sal na saúde. Por que não?

O ministro da Saúde estima que o pais precisaria de mais uns 45 bilhões de reais para que o setor atinja um nível aceitável de proteção aos brasileiros. É muita grana. Tirar de onde? Ok. Tem muito dinheiro saindo no ralo da corrupção, mas mesmo assim, o furo ainda é giganesco. Mais impostos? Não passa. Nem o PMDB está disposto a votar a favor de uma nova CPMF. A própria Dilma já andou desconsiderando a hipótese de bancar a proposta. Sobra o quê?

Alguns setores apontam o pré-sal como capaz de financiar a saúde dos brasileiros. Pode ser uma boa idéia. O problema é que a grana ainda vai demorar a pingar e até lá muita gente vai passar desta pra melhor nas filas dos hospitais. De todo modo é bom o pessoal que decide ir azeitando uma proposta razoável para os próximos anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário