segunda-feira, 12 de setembro de 2011

A educação indo pro ralo


O Noblat publica matéria do O Globo sobre a qualidade do ensino médio no Brasil. Uma lástima. É o saldo mais emblemático da era da mediocridade que estamos vivendo. Desde que a mídia e parte dos intelectuais brasileiros passaram a considerar a ignorância votada como representação de uma certa modernidade, o modelo se espraiou para todas as áreas. Não poderia dar outra! Segundo o Ministério da Educação, adolescente tem é que saber usar camisinha, tomar a pílula, usar agulhas descartáveis... Gramática, pra quê? Matemática, geografia, história... deixa pra lá. Tem gente que conseguiu chegar lá em cima sem saber nada disso.

Nada menos que 80% das escolas públicas ficaram abaixo da média do ENEM que já não é grandes coisas. O Ministro da Educação acha o resultado natural. Pois é... Eu também acho natural que ele ache natural.

2 comentários:

  1. Prezado Valter, realmente o ENEM não é grandes coisas, a prova é simplesmente ridícula, ridícula mesmo. Hoje é difícil você encontrar um jovem de escola pública que saiba algum tipo de concordância e muito mesmo as quatro operações básicas da matemática.

    ResponderExcluir
  2. Carissimo Valter, parabens pelo seu posicioanamento, tudo nos leva a crer que nos dias atuais quanto mais irracional melhor, escola pública de qualidade pra que? Uma educação pública de qualidade poderá modificar o cenário politico dos que usam e abusam da inocencia dos deficientes de interpretação, que enxergam no bolsa familia um grande programa de inclusão social.

    ResponderExcluir