sexta-feira, 16 de março de 2012

Quando vão respeitar os militares?


O que vai abaixo copiei da página do Reinaldo Azevedo do jeito que está. Eu que já vi "milico" ser chamado até para substituir gari, considero um absurdo que sejam tratados com preconceito e desconfiança como são no Brasil. Em qualquer lugar do mundo a carreira militar é honrada e prestigiada. No Brasil a esquerdopatia está transformando os militares em cidadãos de segunda classe - baixos salários, desmoralização e ostracismo. Querem que o povo odeie suas forças armadas. Não acho que seja uma boa estratégia.

A PF não quer ir pra fronteira porque a diária é pouca? Chamem os milicos.
A PM não quer subir o morro porque é perigoso? Chamem os milicos.
A PM faz greve porque o salário é baixo? Chamem os milicos.
A Anvisa não quer inspecionar gado no campo? Chamem os milicos.
O Ibama não dá conta de fiscalizar os desmatamentos? Chamem os milicos.
Os corruptos ganham milhões e não constroem as estradas? Chamem os milicos.
As chuvas destroem cidades? Chamem os milicos.
Caiu avião no mar ou na selva? Chamem os milicos.
Em caso de calamidades públicas, a Defesa Civil não resolve? Chamem os milicos.
Desabrigados? Chamem os milicos.
A dengue ataca? Chamem os milicos.
O Carnaval, o Ano Novo ou qualquer festa tem pouca segurança? Chamem os milicos.
Certeza de eleições livres? Chamem os milicos.
Presidentes, primeiros-ministros e visitantes importantes de outros países? Chamem os milicos.
Adicional noturno? Não temos!
Periculosidade? Não temos!
Escalas de 24 por 72 horas? Não temos!
Hora extra, PIS, PASEP? Não temos!
Residência fixa? Não temos!
Certeza de descanso no fim de semana? Não temos!
Salário adequado? Não temos!
Acatar todas as ordens para fazer tudo isso e muito mais, ficando longe de nossas famílias, chama-se respeito à hierarquia.

Aceitar tudo isso porque amamos o que fazemos chama-se disciplina.

Quer conhecer alguém que ama o Brasil acima de tudo? Chame um milico!



Nenhum comentário:

Postar um comentário