quinta-feira, 27 de outubro de 2011

No time de Aldo Rebelo, ONG não fica nem no banco. Bom jogo!

Dona Dilma resolveu deixar de aldo a rusga com o Aldo Rebelo por causa do Código Florestal e o convidou para o Ministério dos Transportes. Covenhamos, era o único no PC do B com biografia sufientemente limpa e estatura para o cargo. Foi um bom Presidente da Câmara dos Deputados, foi ministro anteriormente, tem prestígio na oposição, negocia nos seus termos, assume convicções e, ao julgar pelo comportamento que teve como relator do Código Florestal, não cede a pressões dos politicamente corretos. Está de bom tamanho.

Um bom sinal logo de inicio é a declaração de que não quer negócio com ONG no Ministério dos Esportes. Vamos ver o que vai fazer com os negócios e negociatas que já estão em andamento por lá. Desmanchar aquele ninho de ongueiros já seria uma belíssima tarefa, pois poria em crise o método Agnelo-Orlando de desviar nossa grana. Parece que de tanto lidar com as questões ambientais, Aldo Rebelo ficou com nojo de ONG's.

Fora isso, é a Copa e as Olimpíadas. Desconfio que na frente do Aldo Rebelo o Ricardo Teixeira não vai cantar de galo. Com forte sentimento nacionalista, Aldo não vai nem querer discutir o afrouxamento da legislação para satisfazer interesses comerciais da turma da FIFA. Vamos acompanhar. Por enquanto penso que foi a melhor substituição que a dona Dilma fez até hoje.

Nenhum comentário:

Postar um comentário