sexta-feira, 21 de outubro de 2011

The Delinquent Teenager, por Donna Laframboise

Donna Laframboise é uma fotógrafa, jornalista e escritora canadense que nos últimos tempos tem se dedicado a questionar o "consenso científico" sobre o aquecimento global antropogênico que preside todas as declarações e documentos do IPCC.

Semana passada ela lançou o livro The Delinquent Teenager: Who Was Mistaken for the World’s Top Climate Expert, an IPCC Exposé. Pode ser adquirido em PDF AQUI. Um trecho:

Tendo se transformado em um adolescente desagradável, o IPCC é agora um problema de todos. Isso é porque ele realiza um dos trabalhos mais importantes do mundo. Sua finalidade é fazer um levantamento da literatura científica sobre a mudança climática, para decidir o que isso significa, e para escrever uma série contínua de relatórios. Estes relatórios são informalmente conhecido como a Bíblia do Clima.

A Biblia do Clima é citada por governos ao redor do mundo. É a razão pela qual os impostos de carbono estão sendo introduzidos, contas de aquecimento estão subindo, e novas e caras regulamentações estão sendo promulgadas. É por isso que todos acha que as emissões de dióxido de carbono são perigosas. Simplificando: o planeta inteiro está em um estado de confusão por causa de um relatório da ONU. O que a maioria de nós não sabe é que, em vez de ser escrito por um método meticuloso, profissionais de alto nível, este relatório foi produzido por uma turma de "adolescentes" desleixados que tem dificuldade em distinguir o certo do errado.

Em sua resenha do livro, Jonathan Duhamel diz:

"Neste livro, a jornalista canadense Donna LaFramboise expõe o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas como uma fraude. LaFramboise passou dois anos investigando o IPCC. Ela diz que ele age como um adolescente mimado, daí o título do livro.

O IPCC tem sido apontado como a autoridade preeminente sobre a ciência do clima. Mas LaFramboise mostra que os participantes foram escolhidos pelos governos, não por seus conhecimentos científicos, mas por suas conexões políticas. Muitos dos cientistas são, de facto, muito jovens estudantes de pós-graduação. Muitos dos burocratas do IPCC são de grupos radicais do meio ambiente. Verdadeiros especialistas são muitas vezes ignorados. Ela diz que o IPCC é uma organização puramente política, não uma teoria científica, e ela faz o backup de suas acusações com referências copiosas."

Aos poucos mais gente criteriosa vai se dando conta do monumental engôdo em que estamos nos metendo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário