terça-feira, 13 de abril de 2010

Daime politicas públicas.

Leio no blog do Altino Machado sobre o seminário "Culturas Tradicionais da Ayahuasca: Construindo Políticas Públicas para o Acre", promovido pelas entidades daimistas e adeptos. Pelo programa do evento parece coisa de quem é do ramo. E da folha e cipó, obviamente.

Fico pensando com meus botões. Que coisa interessante. Políticas públicas são algo tão importante, tão presente na vida das pessoas que seitas e adeptos se reúnem (espero que antes de beber o chá) para discutí-las seriamente. Temas como saúde, educação, segurança e outros são debatidos à luz dos interesses da sociedade e, particularmente, dos daimistas, visando muito provavelmente a realização de um futuro melhor.

Da minha parte, acho que o lugar certo não é bem este. Há partidos politicos, associações de classe, sindicatos e tudo o mais para isto. Quando política e igreja, qualquer igreja, se misturam, fico assustado. Mas, é da democracia. Quem quiser que se reúna sobre o que for do seu interesse. Podem levar a política para o daime à vontade, desde que não sirvam o chá nas reuniões de governo...

Engraçado é que, no Acre, apesar de toda a pompa, a oposição ainda não foi capaz de fazer o que os daimistas estão fazendo. Deve ser porque no segundo caso ninguém está a fim de ser o Mestre Irineu. Que ao menos sirva de exemplo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário