sábado, 16 de abril de 2011

O falso preparado. Mais uma face do político malfazejo.

Uma das artimanhas do político ignorante (aquele que não sabe) é cercar-se de quem sabe para sinalizar uma certa competência, ainda que emprestada. Ao mesmo tempo faz transparecer que seus projetos tem base técnico-científica exibindo diagnósticos e projeções que nem entende como se fossem seus. O problema é que estar cercada de luzes não garante uma mente iluminada, ainda mais quando se trata de gente cujos olhos só brilham pela visão do cifrão e cujos ouvidos só captam eficentemente o tilintar de moedas.

Alguém poderia perguntar: se é assim, por que técnicos e intelectuais reconhecidos se deixam envolver? Boa fé. Gente comum, trabalhadora e estudiosa quer contribuir para a melhoria do lugar onde vivem e gostam de prestígio. Não sendo políticos, apostam que suas idéias serão aproveitadas na gestão pública, escolhem um lado e passam a dedicar gratuitamente seus melhores esforços na construção de plataformas e programas que, nem desconfiam, jamais sairão do papel. Enquanto isso o político ignorante faz pose de competente enganando a todos e sonhando com suas manadas. Observem, eles estão por ai.

Nenhum comentário:

Postar um comentário