sábado, 23 de janeiro de 2010

A miséria. Eis uma questão que merece conferência e fundo global

O que não faltaram nos últimos dias foram bondades dirigidas ao povo haitiano. Em alguns casos, como disse o jornalista Augusto Nunes, apareceram verdadeiros gigolôs do terremoto - gente querendo se promover às custas da desgraça alheia. É a política se aproveitando, como sempre.

Fazendo umas contas sobre o total de doações e gastos previstos para a reconstrução do país, chego à conclusão de que a grana bem poderia vir daquela patifaria de Copenhaguen. Se ao invés de sustentar políticos oportunistas, turistas da ecologia e cientistas de araque, toda aquela grana sugerida na COP 15 fosse destinada ao combate à miséria global, incluindo a do Haiti, muito certamente o meio ambiente agradeceria.

Sei. Já existe conferência e fundo para isto na ONU. Uma esmola que não resolve absolutamente nada além de afagar a consciência de certos "humanistas".

Nenhum comentário:

Postar um comentário