sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Para "variar", as usinas eólicas são movidas a subsídios. Ô ventinho caro!

Turbinas abandonadas nos EUA.


Canoa Quebrada
Quem visita a região Nordeste está se acostumando a ver imagens de turbinas eólicas em tudo que é praia. As estradas estão repletas de carretas transportando esses monumentos. Nem a adorável Canoa Quebrada escapou. Embora sejam caras, barulhentas, tenham menos de 30% de eficiência energética e afastem tudo que é pássaro dos locais oonde são instaladas, dizem que esta é a salvação do Planeta. Os bonitinhos da Globo até propõem substituir a usina de Belo Monte por turbinas eólicas. Alguém já fez o cálculo da área necessária? Talvez seja maior que a área inundada pelo lago projetado.

Pois bem. Enquanto por aqui estamos brincando de catar vento caro e ineficiente, nos EUA já existem mais de 14.000 delas abandonadas. A causa é que elas somente são economicamente viáveis com altos subsídios, ou seja, são efetivamente deficitárias. Quando por algum motivo o governo deixa de entregar nosso dinheiro (subsídios) às empresas privadas, o vento deixa de mover as hélices e os monstrengos param de funcionar.  Resumo: o vento que move as turbinas tem nome - SUBSÍDIOS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário