sexta-feira, 22 de junho de 2012

Hilary, a representante do CO², vira estrela na Rio + 20.

A secretária do governo americano, Hilary Clinton, aquela que acreditou que o maridão brincava de casinha com a estagiária, fez a alegria das abortadeiras no último dia do Woodstock Rio + 20 ao declarar que as mulheres "tem direito a decidir se e quando ter filhos", o que significa para as dementes assassinas, respeitar os "direitos reprodutivos e sexuais das mulheres". Elas queriam mais. Queriam que a licença para assassinar fetos fosse firmada no documento final do encontro, o que só foi evitado pela ação do Vaticano.

Engraçado que não vejo ninguém impedindo quem quer que seja de se reproduzir que nem coelhos por ai, nem tampouco de transar que nem galo no terreiro. O que gente decente não deseja permitir é que para continuar ciscando tenham que matar seres indefesos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário