sexta-feira, 13 de julho de 2012

Uma candidatura tão falsa quanto a foto da candidata.

Hoje em dia parecer bonita é algo praticamente obrigatório para as mulheres, valendo para isto todos os recursos estéticos que vão da cirurgia plástica ao botox. Ninguém está obrigado a aceitar as cruéis leis da natureza que fazem despencar seios, amolecer bundas e surgir profundos sulcos faciais. Se há formas de amenizar o estrago, que sejam utilizadas conforme o gosto do freguês. Mas quando se trata de campanha eleitoral, qual a medida ética para o fotoshop que faz na imagem o milagre que nem o Pitangui faria no corpo?

Não sei. Só sei que quando é demais fica patético. Na fotos abaixo, copiadas do AC 24 horas e do Contilnet, demonstra-se duas falsidades obvias. Nem a "candidata" é de fato CANDIDATA, nem a mulher da foto é a "candidata". Pelo menos não a atual. Talvez há uns 20 anos...

Já sabiam todos os portadores de mais de um neurônio que a fajutice da "candidatura" de Antonia Lucia tem objetivos inconfessáveis. Agora, a foto... sinceramente, deputada, exagerou na dose.

                                                       Foto de Contilnet

 
        
                                         Foto do AC24horas


Um comentário:

  1. Isto foi obra do satanás. Tem ela no corpo de outra mulher

    ResponderExcluir